Direitos do Trabalhador Doméstico

O trabalho doméstico tem um dia reservado no calendário: 22 de julho, quando é comemorado o Dia Internacional. Por isso, hoje, vamos falar um pouco sobre os direitos do empregado doméstico, profissional responsável por realizar os afazeres domésticos.

É preciso estar atento as leis na hora de contratar esse profissional. Pois, existe a CLT, que prevê uma série de direitos e deveres do empregador doméstico. Além da Lei complementar de nº 150/2015, que regulamentou a Emenda Constitucional 72/2013, conhecida como a PEC das Domésticas, trazendo mudanças positivas para a relação entre empregador e empregado.

Confira algumas das obrigatoriedades do empregador:

– Registrar as informações do empregado na CTPS;

– Controlar a folha de ponto;

– Escolher o período de férias do empregado;

– Pagar o salário do empregado;

– Conceder férias anuais;

– Pagar as horas extras quando realizadas;

– Pagar o 13º salário;

– Conceder a licença-maternidade;

– Conceder a licença-paternidade, caso o empregado doméstico seja do sexo masculino;

– Conceder o aviso prévio, caso o empregado doméstico seja dispensado sem justa causa;

Escritório de Contabilidade para cuidar de tudo
Você sabe como calcular os valores do contrato de trabalho de um funcionário, rescisão do contrato, horas extras trabalhadas e não pagas a um empregado? Por isso, para evitar dor de cabeça e erros com esses cálculos, é preciso ter um escritório de contabilidade que faça isso da maneira correta. E, nós da Contabilidade em Dia estamos prontos para lhe atender e fornecer todo respaldo necessário na área contábil, com total qualidade e precisão. Além disso, confira alguns dos benefícios de se ter um escritório de contabilidade para desempenhar essas tarefas:

– maior controle financeiro e econômico da empresa, com planejamento de gastos e investimentos a curto, médio e longo prazos;

– Informações precisas para tomadas de decisões, como reajuste salarial do colaborador;

– Segurança judicial. Pois, se ocorre uma ação trabalhista, há como contestar e evitar ações trabalhistas de funcionários mal intencionados.

Portanto, atentar-se a estes itens, agiliza os trâmites e evita problemas futuros. Nós entendemos como tantas leis e deveres tomam horas e por isso estamos aqui, para gerenciar as demandas relacionadas ao empregado doméstico e cuidar da sua contabilidade.

Ficou com alguma dúvida? Estamos disponíveis pelos telefones (17) 3524-4941, 99606-0313.

PIS e Cofins Monofásico para autopeças

Hoje vamos falar um pouco sobre PIS e Cofins em regime monofásico para autopeças. Você sabia que estes são tributos que revendedores de autopeças estão livres de pagar? Pois, bem. Fique atento no texto a seguir, principalmente, se você já pagou ou anda pagando esses percentuais.

De acordo com a Lei de nº 10.485, de 2002, o fabricante e o importador de autopeças são os responsáveis pelo recolhimento do PIS e Cofins, através da tributação monofásica (recolhimento em uma única etapa), excluindo o revendedor (varejista e atacadista) da obrigatoriedade do pagamento dessas contribuições, que têm as alíquotas zeradas.

PIS e Cofins
PIS (Programa de Integração Social) é um programa ao qual o empregador paga para financiar o pagamento do seguro-desemprego, abono e participação na receita dos órgãos e entidades, públicas e privadas.

Cofins (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social) é um tributo federal que financia a seguridade social, incluindo previdência social, assistência social e saúde pública, pago principalmente por pessoas jurídicas de caráter privado.

Simples Nacional
A tributação monofásica de PIS e Cofins também se aplica para as empresas optantes pelo Simples Nacional. E na apuração do DAS, não serão calculados os percentuais destinados a estas contribuições. O Simples Nacional é um regime compartilhado de arrecadação, cobrança e fiscalização de tributos aplicáveis às microempresas e empresas de pequeno porte, previstos na Lei Complementar de nº 123, de 2006.

Regime Monofásico
O Regime monofásico, também conhecido como tributação monofásica ou concentrada, é um mecanismo que atribui à Indústria ou equivalente a responsabilidade de recolher tributo de toda a cadeia produtiva de um determinado produto ou serviço. Ou seja, isentando a obrigatoriedade de revendedores, em âmbito de atacadistas ou varejistas, pagarem pelo tributo. Dessa forma, quem importa ou produz esses produtos, são quem pagam o PIS e Cofins. Enquanto quem revende, não paga PIS e Cofins.

PIS e Cofins Monofásico para autopeças
De acordo com a Lei de nº 10.485, de 2002, com alteração pela Lei de nº 10.865, em 2004, autopeças estão incluídas neste sistema de tributação monofásico e, portanto, asseguradas da isenção de pagar PIS e Cofins. O que ocorre, é que empresas que optam pelo Simples Nacional e que vendem autopeças, inclusive importadas, deixam esse direito passar batido por receio de violar alguma regra e deixar de pagar algum imposto, que implicará em problemas futuramente. Porém, a tributação de PIS e Cofins é isenta para estas empresas.

Por isso, é importante ter um planejamento tributário elaborado cuidadosamente, de acordo com o seu negócio. E, estudado por profissionais especializados na área. Como é o caso da Contabilidade em Dia, que pode te ajudar a realizar um planejamento, que trabalhe com as melhores oportunidades, visando que sua empresa esteja dentro da lei, sem pagar taxas além do que é necessário, com orçamento de pagamentos de tributações previstos, para que você tenha um cronograma de crescimento a pequeno, médio ou longo prazo.
Ficou com alguma dúvida? Fique à vontade para entrar em contato com a Contabilidade em Dia. Será um prazer atendê-lo!

Estamos localizados em Catanduva, na rua Nações Unidas, nº 200, Vila Amêndola. E, atendemos pelos telefones (17) 3524-4941 | 99606-0313 e pelo e-mail contato@contabilidadeemdia.com.br.

Motivos para escolher a Contabilidade em Dia

Vida de empresário é muito corrida, não é verdade?! Seja prestando serviços para empesas ou cuidando do próprio negócio, são várias obrigações para serem feitas e inúmeras decisões a serem tomadas. E, manter as finanças em dia é complexo e a probabilidade da correria acarretar em erros na hora da contabilidade são ainda maiores. Por isso, separamos alguns motivos para você escolher a Contabilidade em Dia. Confira:

Contabilidade simplificada
O escritório Contabilidade em Dia tem ampla experiência em gestão financeira e, está pronto para lhe atender e fornecer as ferramentas que a sua empresa precisa, ajudando a resolver os problemas do dia a dia e simplificando a burocracia da área contábil.

Atendimento especializado
Nossa equipe está preparada para trabalhar com micro, pequena, média e grande empresas, com o objetivo de otimizar custos e implantar processos que façam seu negócio crescer cada vez mais. Atuamos em:

– Contabilidade Consultiva;
– Cálculos Trabalhistas;
– Planejamento Fiscal;
– Estudo de Viabilidade;
– Gestão Financeira;
– Reestruturação de Empresas.

Baixo índice de erros
Quando você conta com profissionais especializados e focados nas mudanças constantes que a área contábil sofre, você evita possíveis erros, que são comuns para quem faz a contabilidade sozinho e administra o negócio.

Economia de tempo
Ao contrário de uma empresa que faz a contabilidade sozinha e que precisa parar as atividades para fazer a contabilidade, um escritório contábil trabalha exclusivamente para a contabilidade e está totalmente disponível para realizar todas as atividades que seu negócio necessita. Dessa forma, você ganha tempo para focar em decisões que sua empresa precisa que sejam tomadas e que dependem apenas de você.

Finanças em dia e dentro da lei
Com a Contabilidade em Dia, você não corre o risco de estar fora da lei. Toda a prestação de contas ocorre de acordo com o novo Código Civil Brasileiro. Além disso, é possível ter demonstrativo real de lucros e gastos do seu negócio, sem erros de cálculos e lançamentos.

Agora que você já conhece a Contabilidade em Dia, esperamos o seu contato!!

Estamos localizados em Catanduva, na rua Nações Unidas, nº 200, Vila Amêndola. Atendemos pelos telefones (17) 3524-4941 | (17) 99606-0313 e pelo e-mail 💻 contato@contabilidadeemdia.com.br.

Como você fideliza os clientes?

Você sabia que algumas atitudes fazem toda a diferença e que elas podem ajudar sua empresa a marchar rumo ao caminho do sucesso, fazendo com que consumidor volte a procurar seu negócio? Pois, bem. Separamos algumas dicas para lhe auxiliar a fidelizar o cliente. Como você tem feito isso, atualmente? Outra pergunta: você tem pensado no sucesso do consumidor?

Mas, o que é sucesso do consumidor?
Sucesso do consumidor é quando a empresa pensa na relação do cliente com a marca e trabalha com foco para que haja realização do consumidor com a marca. E, o cliente alcança os resultados desejados com as interações com a sua empresa.

Por exemplo, você se recorda qual foi a última vez que teve uma ótima experiência com alguma empresa e que você foi tão bem atendido que fala bem dela para todo mundo e se tornou consumidor recorrente? Pois, é. Isso é quando a empresa entende as necessidades dos clientes e trabalha para o sucesso deles.

O resultado de se garantir esse sucesso, é ter o foco da empresa no cliente e fazer com que ele goste tanto dela, que comprará nesta empresa, escolhendo ela em vez de outras marcas, mesmo que seja um pouco mais cara.

Portanto, o primeiro passo para garantir o sucesso do seu consumidor e fazer com ele volte, é entender suas prioridades e expectativas e traçar um plano para entendê-las. Além disso, toda a equipe da empresa deve estar alinhada com o foco no cliente e todos precisam realizar o mesmo atendimento, no mesmo nível e qualidade. Também é preciso pensar nas interações do cliente com a marca e na fidelização dele.

Para que serve a fidelização de clientes
A fidelização de cliente é como uma espécie de termômetro, que mede as chances dos consumidores voltarem a fazer negócios com a marca, indicá-la ou interagir com ela. Também entende-se como fidelização do cliente, quando o consumidor passa a defender a marca e indicá-la para amigos e conhecidos, o que reflete em uma propaganda extremamente positiva. Pois, outras pessoas poderão se interessar pela marca, através da indicação, partindo da premissa de que a maioria é influenciada por pessoas que conhecem a marca.

Portanto, para fidelizar seus clientes, crie um bom relacionamento com eles e gere a confiança necessária para que os clientes voltem e fazer outros negócios com a empresa.

Tem alguma dúvida contábil? Entre em contato com a Contabilidade em Dia: (17) 3524-4941 e 99606-0313.

ICMS: O que é e como calcular

A partir do momento que se tem um negócio próprio, é preciso pensar nas obrigações fiscais, que merecem atenção especial para mais tarde não ter problema com o fisco e manter a empresa sempre na legalidade. Por isso, hoje nossa dica é sobre ICMS: o que é e como calcular? Confira:

O que é o ICMS
O ICMS é o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços. É um tributo estadual, que incide sobre produtos de diferentes tipos, como por exemplo, desde eletrodomésticos a chicletes, e é aplicado tanto a comercialização dentro do país como em bens importados.

O valor do ICMS é cobrado de forma indireta, pois é agregado ao preço do produto comercializado ou do serviço prestado. Ou seja, o tributo é cobrado quando existe venda de mercadoria ou de prestação de serviço. E, a regulamentação do imposto varia de acordo com cada Estado e Distrito Federal, que estipulam a porcentagem cobrada em suas regiões de atuação.

Como calcular o ICMS
Antes de calcular o ICMS, é preciso saber qual alíquota é praticada no estado de atuação da sua empresa. Por exemplo, você deve calcular o preço do produto x alíquota praticada no estado = valor do ICMS da mercadoria.

A importância da contabilidade para o cálculo do ICMS
Como o ICMS é uma das principais fontes de arrecadação dos estados, é preciso ter atenção redobrada quando a empresa atua em diferentes estados, pois existe distinção entre as tarifas cobradas em uma localidade e outra. Pois, existe o DIFAL – Diferencial de Alíquota, que deve ser aplicado.

Por isso, é importante ter um escritório de contabilidade que entenda essas a necessidade desses processos e que possa lhe auxiliar, para realizar o cálculo correto, além de gerar a guia de pagamento, sem erros, e evitando que você pague mais impostos do que deveria.

O que acontece se não recolher o ICMS
Quando ocorre o descumprimento desta obrigação, a empresa se torna inadimplente com o fisco e em algum momento a regularização será necessária. Além disso, poderão ocorrer cobranças atrasadas, juros etc. Mais um motivo para deixar que esse imposto seja calculado por especialistas.

Se interessou ou está com dúvidas? Entre em contato com a Contabilidade em Dia. Estamos localizados em Catanduva, na rua Nações Unidas, nº 200, Vila Amêndola. Também atendemos pelos telefones (17) 3524-4941, 99606-0313 e pelo e-mail contato@contabilidadeemdia.com.br.

eSocial: Entenda!

Desde 11 de dezembro de 2014, foi criado pelo Governo Federal, o eSocial, que é o Sistema de Escrituração Fiscal Digital das Obrigações Fiscais Previdenciárias e Trabalhistas. O eSocial é um sistema obrigatório desde 1º de julho de 2018 e serve para unificar o envio das informações de empregados e estagiários, consolidando as obrigações acessórias da área trabalhista de uma empresa em uma única entrega.

Com o eSocial, os empregadores comunicam o Governo, de forma unificada, as informações sobre os trabalhadores, como vínculos, contribuições previdenciárias, folha de pagamento, comunicações de acidente de trabalho, aviso prévio, escriturações fiscais e informações sobre o FGTS. O objetivo, é simplificar a prestação das informações, reduzindo a burocracia e substituindo o preenchimento de formulários e declarações separados.

Sistemas de informação que serão substituídos pelo eSocial
– GFIP – Guia de Recolhimento do FGTS e de Informações à Previdência Social;
– CAGED – Cadastro Geral de Empregados e Desempregados para controlar as admissões e demissões de empregados sob o regime da CLT;
– RAIS – Relação Anual de Informações Sociais;
– LRE – Livro de Registro de Empregados;
– CAT – Comunicação de Acidente de Trabalho;
– CD – Comunicação de Dispensa;
– CTPS – Carteira de Trabalho e Previdência Social;
– PPP – Perfil Profissiográfico Previdenciário;
– DIRF – Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte;
– DCTF – Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais;
– QHT – Quadro de Horário de Trabalho;
– MANAD – Manual Normativo de Arquivos Digitais;
– Folha de pagamento;
– GRF – Guia de Recolhimento do FGTS;
– GPS – Guia da Previdência Social.

Segurança Jurídica ao usar o eSocial
O eSocial garante maior segurança jurídica, principalmente àquelas empresas que trabalham em conformidade com a legislação.

Vantagens do eSocial
Com esse novo modelo, existem algumas vantagens, como:
– Registro imediato de novas informações, como a contratação de um empregado;
– Integração de processos;
– Disponibilização imediata dos dados aos órgãos envolvidos.
– Simplificar o processo;
– Gerar ganho de produtividade;
– Centralizar as informações e diminuir erros em cálculos;
– Maior transparência referente às informações de seus contratos de trabalho;
– o eSocial beneficia também aos empregados, pois é uma forma ais efetiva para o empregador cumprir os direitos trabalhistas e previdenciários.

MEI também deve usar o eSocial

Dentro do eSocial, existe um módulo específico para auxiliar os usuários do programa do Microempreendedor Individual (MEI). Porém, o uso do eSocial não descarte o uso do SIMEI, sistema de pagamento de tributos unificados, destinado para microempreendedor.

Como usar o eSocial
Para usar o eSocial e enviar os dados de seus empregados ou mesmo usar seu sistema de folha, basta acessar o site www.esocial.gov.br.

Para usar o eSocial, será preciso primeiro adequar sua empresa com a aquisição do certificado digital, pois o acesso ao sistema do eSocial e a transmissão das informações somente é possível com o uso de um certificado digital.

Penalidades e multas para descumprimento do eSocial
Existe um prazo para enviar as informações para o eSocial. A empresa que deixar de enviar as informações dentro do prazo fixado ou enviar os arquivos com erros ou omissões, estará sujeita às penalidades legais.

Para cada tipo de informação, existe um prazo. Por exemplo, para enviar as informações da folha de pagamento é até o dia 7 do mês subsequente, caso a empresa não cumpra o prazo, poderá sofrer penalidade com multas de mais de mil reais.

Ficou com dúvidas? Entre em contato com a Contabilidade em Dia pelos telefones (17) 3524-4941 | 99606-0313.

Planejamento Tributário

O Planejamento tributário é importante para uma empresa e é lícito. Serve para que os gastos com tributos de uma empresa sejam planejados, visando a redução dos custos totais financeiros e gerar ganhos maiores para a empresa, tornando-a mais competitiva no mercado, com preços melhores que de seus concorrentes.

O planejamento tributário é algo complexo, que não deve ser feito sozinho. É preciso ter um escritório de contabilidade para realizar um levantamento das atividades da empresa, operações com fornecedores, clientes, região de atuação, principais fontes de receita e despesa, informações sobre concorrentes, análise dos créditos fiscais e possibilidades de novas linhas de créditos e montar um plano de ação para seu negócio.

Vantagens de ter um planejamento tributário

– Redução de gastos fiscais;

– Mais recursos para investimentos e maior crescimento;

– Maior controle do fluxo de caixa;

Como diminuir os gastos tributários
Após ter uma análise aprofundada das atividades da empresa e o planejamento tributário ter sido elaborado, algumas ações deverão ser colocadas em prática para ajudar a diminuir os gastos, como:

– Mudança na forma de realizar investimentos, como priorizar localidade mais próxima;

– Reorganizar as operações societárias;

– Evitar pagamentos desnecessários que não são obrigatórios;

Vantagens de ter a Contabilidade em Dia no planejamento tributário
– Ao ter um escritório que faça seu planejamento, você evitará erros, que comumente são cometidos;

– Postergar o pagamento dos tributos sem a incidência de multas quando o capital de giro é pouco e você precisa de alguns dias para obtê-lo;

– Manter a empresa dentro da lei e longe de ações fraudulentas, que futuramente podem gerar transtornos e multas;

Como fazer o planejamento tributário
Entre em contato com a Contabilidade em Dia, para te ajudarmos no planejamento tributário!

Estamos localizados na rua Nações Unidas, nº 200, Vila Amêndola, em Catanduva. Atendemos pelos telefones (17) 3524-4941 | (17) 99606-0313 e pelo e-mail contato@contabilidadeemdia.com.br.

Por que contratar a Contabilidade em Dia?

A Contabilidade em Dia é um escritório de contabilidade com experiência em gestão financeira. Estamos prontos para fornecer as ferramentas ideais e precisas para as tomadas de decisões que a sua empresa precisa. Desta forma, é possível ter um melhor gerenciamento empresarial.

Trabalhamos com o objetivo de otimizar custos, implantar processos e engajar pessoas, visando fazer com que sua empresa prospere cada vez mais. Atuamos com empresas de diversos portes, como micro, pequena, média e grande, em diferentes setores da economia.

Missão
Nossa missão é criar empresas mais fortes, mais consolidadas, onde as mesmas consigam se estabelecer firmemente no mercado e consequentemente gerar mais empregos, fortalecendo a economia regional, estadual e nacional.

Visão
A economia do país está iniciando um novo ciclo, onde a inovação e o empreendedorismo serão fundamentais para as empresas. Para isso, nossa equipe está preparada para lhe auxiliar na reestruturação ou planejamento, para que seu negócio prospere.

Valores
Nosso trabalho é para que constantemente nossa equipe desenvolva um trabalho sempre com embasamento na ética, atendimento humanizado, próximo e pessoal.

Área de atuação da Contabilidade em Dia
Contabilidade Consultiva
Cálculos Trabalhistas
Planejamento Fiscal
Estudo de Viabilidade
Gestão Financeira
Reestruturação de Empresas

Localização e atendimento

Se interessou ou está com dúvidas sobre a área contábil? Você pode entrar em contato com a Contabilidade em Dia!!

Estamos localizados em Catanduva, na rua Nações Unidas, nº 200, Vila Amêndola. Atendemos pelos telefones (17) 3524-4941 | 99606-0313 e e-mail  contato@contabilidadeemdia.com.br.

Riscos de não manter o financeiro integrado com a contabilidade

Manter os processos financeiros, contábeis e fiscais integrados hoje em dia se tornou essencial, devido às mudanças constantes que têm ocorrido na legislação que envolve essas áreas. Por isso, a integração visa manter todos os processos rotineiros sob controle e, consequentemente reduzindo os riscos que podem afetar o orçamento empresarial.

Segundo o Sebrae, cerca de 40% das empresas encerram as atividades no segundo ano de existência por falta do controle financeiro. Por isso, confira a seguir alguns dos principais riscos de não se manter a integração dos processos financeiros e contábeis:

– O primeiro é a falta de agilidade em que as tarefas são desenvolvidas no dia a dia;

– Aumento dos erros diários, com falhas nos procedimentos rotineiros;

– Menos precisão nas decisões contábeis, pois não há análise e avaliação do desempenho econômico e financeiro da empresa com precisão;

– Menor cumprimento dos prazos e organização de documentos da empresa;

– Menor compreensão sobre a situação real econômica da empresa;

– Entrega de demonstrações financeiras do negócio de forma desorganizada e fora do prazo;

– Falta de controle e organização dos documentos que devem ser enviados ao Governo;

– Falta de controle de caixa da empresa, o que acarretará em erros e mais gastos da empresa, dificultando seu crescimento. Pois, não há um orçamento trabalhado e planejado para o crescimento da mesma;

– Menos segurança e estabilidade econômico, pois as contas não são mantidas em dia, ocorrendo surpresas e despesas não programadas.

Caso você ainda não tenha um contador ou ficou com alguma dúvida, entre em contato com a Contabilidade em Dia ☎ 17 3524-4941 | 📱 17 99606-0313!!

Regime Tributário

Já sabe o que o Regime Tributário faz? É ele que determina como a empresa pagará pelos seus tributos obrigatórios. Existem 3 diferentes tipos de Regime, veja só:

Simples Nacional
É um regime simplificado de Arrecadação de Tributos e Contribuições devidos pelas Microempresas (MEs) e Empresas de Pequeno Porte (EPPs) optantes por este sistema. Ele é feito para empresas com faturamento sobre 12 meses de até R$ 4,8 milhões, tendo tabela progressiva para apuração dividido em 5 anexos, sendo cada anexo para um determinado tipo de atividade, calculando diversos tributos e unificando todos em uma só guia chamada DAS.

Lucro Presumido
Ele determina a base de cálculo dos impostos, atribuindo uma alíquota a partir da presunção do lucro dependendo da atividade. Isso significa que já existem alíquotas preestabelecidas que supõe qual percentual de seu faturamento é lucro.
Lucro Real
É um regime que apura receitas, dedução de custos e despesas para chegar ao resultado do período. Assim se estabelece o lucro da empresa e, a partir disso, são calculados os impostos. O lucro apurado deve ser comprovado com lançamentos contábeis, sendo que a fiscalização tem suas próprias regras sobre receitas e despesas.

Lucro Arbitrado
É um modo de apuração da base de cálculo do imposto de renda, porém, não se trata de um regime tributário tradicional como os outros: ele deve ser utilizado em situações muito específicas. Trata-se de um regime que deve ser adotado quando a empresa contribuinte deixar de cumprir as obrigações acessórias relativas à determinação do Lucro Real ou do Lucro Presumido.

A melhor hora de planejar sua tributação é agora, pois após escolhida sua forma de tributação ela é irretratável para todo o próximo ano. Não pague impostos elevados em 2019! Fale conosco! 😄