Saiba como a contabilidade pode auxiliar na gestão de uma empresa

Ter uma empresa requer uma série de cuidados, principalmente com a saúde financeira e com a gestão do empreendimento. Mas, você sabia que a contabilidade pode auxiliar na gestão do seu negócio de forma eficiente? Isso mesmo! A contabilidade atua como suporte ao empreendedor e é um item indispensável, independe do tamanho do negócio, podendo ser de pequeno, médio ou grande porte.

A gestão de uma empresa é algo complexo, pois é preciso uma estrutura adequada. E, a contabilidade ajuda em todos estes processos gerenciais, como auxiliar a empresa a saber valores ativos, passivos, receitas, custos e despesas, além de mostrar a rentabilidade e lucratividade do negócio, controlar os dados de produtividade da mão de obra e criar planejamentos.

A partir da análise dos dados que a contabilidade realiza, os responsáveis pela empresa podem tomar decisões estratégicas, fazer mudanças e melhorar a gestão. Pois, há uma análise aprofundada por parte da contabilidade, que acaba influenciando na boa gestão, pois, o empreendimento tem um bom plano financeiro, atenção e dedicação para que ocorram diariamente essas melhorias.

Com todas estas informações reunidas, o contador fornece relatórios extremamente importantes para auxiliar na gestão da empresa, como:

– Verificar onde a empresa está desperdiçando dinheiro;
– Informar quais são as fontes de lucro do empreendimento;
– Detectar quais são as fontes de prejuízo do negócio.
– Realizar planejamento para reverter o quadro de prejuízo e desperdício.

Em resumo, são muitas as ações e benefícios que a contabilidade tem para uma empresa. Mas, sua principal função é a de proporcionar uma melhor gestão e distribuição de recursos dentro de um negócio, para que desta maneira, o empreendimento tenha uma correta administração dos seus custos, movimentação de capital, carga tributária paga, entre outras informações.

Precisa de ajuda com a contabilidade da sua empresa? Estamos prontos para te ajudar!

Entre em contato com a Contabilidade em Dia. Estamos disponíveis pelos telefones (17) 3524-4941 e 99606-0313 ou pelo e-mail contato@contabilidadeemdia.com.br.

Saiba como armazenar documentos fiscais de forma simples

Começar o novo ano com a papelada da empresa organizada é importante. Mais que uma obrigatoriedade, manter os documentos fiscais organizados e armazenados de forma correta traz benefícios para a empresa, como o aumento da produtividade e a segurança. Mas, você sabe quais são os principais documentos fiscais que você precisa armazenar e como mantê-los guardados de forma segura? Para isso, confira nossas dicas.

Os documentos ficais são importantes e devem ser mantidos guardados em segurança. O tempo mínimo que uma empresa deve manter a documentação armazenada é de cinco anos, de acordo com a atual legislação, e o empreendimento que descumprir esta regra, pode sofrer com penalidades legais.

Mas, além da obrigatoriedade, os documentos fiscais servem para auxiliar na gestão empresarial. Por exemplo, quando você tem a nota fiscal eletrônica guardada, é possível analisar os dados para atualizar os controles internos.

Principais documentos fiscais que devem ser guardados
Uma empresa tem muita papelada e documentos ficais. Mas, você sabe quais são os principais que devem ser mantidos em dia? São:

– Alvará: liberação para a prática das atividades do seu negócio. Todas as empresas precisam de um alvará emitido pela prefeitura do município.

– Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ): documento para o início das atividades da empresa e que deve ser mantido em segurança.

– eSocial: é a usada para transmitir informações sobre os funcionários da empresa.

– Livros contábeis e ficais: escrituração fiscal e contábil são armazenados pela empresa neste livro.

– NF-e (Nota Fiscal Eletrônica): notas fiscais emitidas pela empresa.

– CT-e (Conhecimento de Transporte Eletrônico): documento que reúne prestação de serviço de transporte de cargas.

Todos os documentos citados devem ser guardados, por cinco anos. No entanto, esse material todo pode ser organizado e armazenado em um sistema digital, para evitar inúmeros armários e gavetas, além de proporcionar mais facilidade para as operações no dia a dia do departamento fiscal.

Este sistema digital será mais eficiente para manter a segurança de toda essa documentação, além de tornar a organização mais prática e simples de serem realizadas e oferecer um formato de busca e consulta mais ágil para a equipe fiscal da sua empresa.

Precisa de ajuda com a contabilidade da sua empresa? A Contabilidade Em Dia pode te ajudar. Entre em contato pelos telefones (17) 3524-4941 e 99606-0313.

Metodologia de Gestão: Os Caminhos para os Resultados

Ter uma empresa são exigidos muitos cuidados. E, com a chegada do fim do ano, as metas para o novo ano começam a se formar, com isso é preciso definir objetivos e trabalhar a metodologia de gestão, para obter o sucesso desejado. Para isso, faça um planejamento estratégico, crie a identidade organizacional, realize o planejamento participativo, o código de cultura e trabalhe a metodologia OKR.

1 – Planejamento estratégico
O início de uma metodologia de gestão é feito através do planejamento estratégico, que é elaborado para definir as metas e os objetivos da empresa. E, pode ser realizado a curto ou médio Prazo. O ideal é que o planejamento tenha metodologia, estratégia criativa, análise e decisão.

2 – Identidade da empresa
Após, é preciso desenvolver a identidade da empresa, que é o que a demonstra para a população de um modo geral. É algo perceptível, forte e bem definido, diferenciando-a dos concorrentes. Por exemplo, a Google tem suas características reconhecidas até mesmo por quem não trabalha lá. Além disso, é importante que os colaboradores da empresa participem da criação das diretrizes da identidade organizacional. Pois, são ótima fonte de informações para definições de cultura e ritos dentro da empresa.

3 – Código de Cultura
Ainda, falando sobre identidade organizacional, existe o código de cultura, que faz parte desta etapa e tem influência direta na maneira como uma empresa funciona e é gerenciada. Pois, o código de cultura é a soma de toda a cultura da empresa e a forma como as pessoas respondem umas às outras, enviam e-mail ou atendem uma ligação, quando o chefe não está presente.

4 – Metodologia de gestão OKR
Uma alternativa para organizar os objetivos e metas, é aplicar a metodologia OKR, que grandes empresas utilizam. O interessante é que esta metodologia pode ser aplicada em todo tipo de empresa, independente do tamanho, ramo de atuação ou número de funcionários.

O objetivo da OKR é simplificar a forma de encarar os chamados objetivos principais da sua empresa de um jeito simples, de cadência rápida, envolvendo perspectiva e criatividade de cada time e contribuindo para a construção de um senso próprio, para inspirar a equipe que trabalhará para atingir as metas.

Esta metodologia engaja toda a empresa a buscar pelos resultados definidos e torna a gestão mais compartilhada e participativa.

Precisa de ajuda para realizar o planejamento da sua empresa? Nós da Contabilidade em Dia podemos te ajudar! Entre em contato pelos telefones (17) 3524-4941 e 99606-0313.

Saiba a importância da auditoria fiscal

Com a chegada do final do ano, é importante realizar uma auditoria fiscal, para analisar a situação dos pagamentos de impostos e começar o ano novo com a empresa organizada e as obrigações em dia. Cada vez mais a auditoria fiscal tem sido praticada por inúmeras empresas e organizações. E, esta prática é de extrema importância.

O objetivo da auditoria fiscal é de realizar um exame detalhado da situação tributária de uma empresa, para garantir a conformidade do pagamento de impostos, corrigir problemas que possam comprometer o cumprimento das obrigações tributárias e evitar que impostos indevidos sejam pagos e que não fiquem pagamentos para trás.

Normalmente os documentos utilizados por um auditor são: balanço patrimonial, demonstrativo de resultados, demonstrações de variação de patrimônio e balancetes patrimoniais.

A auditoria fiscal garante transparência e evita graves problemas fiscais, que podem levar a empresa a ter que arcar com altas multas e punições, em casos mais graves, podendo ocorrer prisões dos responsáveis.

Controlar o bom andamento dos procedimentos legais pode ser um processo difícil e em alguns casos ter dados importantes passados despercebidos, como por exemplo, créditos tributários que podem ter sidos ignorados, cuja a auditoria irá detectá-los e reavê-los.

A auditoria fiscal deve ser adotada como parte do cotidiano da contabilidade da sua empresa, como prevenção dos procedimentos realizados no dia a dia, e pode levar a um resultado exato no final do exercício.

Existem duas maneiras de se realizar a auditoria fiscal, de forma interna, realizada pela própria empresa ou por consultoria contratada, de caráter preventivo ou em busca de detectar fraudes internas, e de forma externa, através de agentes da Receita Federal.

Precisa de ajuda para realizar a auditoria da sua empresa? A Contabilidade em Dia pode te ajudar. Temos uma equipe preparada para atuar com empresas de diferentes portes, como micro, pequena, média e grande, em diversos segmentos.

Estamos localizados em Catanduva, na rua Nações Unidas, nº 200, Vila Amêndola. E, atendemos pelo telefone fixo  (17) 3524-4941, pelo whatsapp (17) 99606-0313 e pelo e-mail contato@contabilidadeemdia.com.br.

Saiba a importância de fazer o planejamento para 2020

O novo ano se aproxima cada vez mais e para iniciar 2020 com o pé direito, é importante pensar no planejamento estratégico, que é extremamente necessário para garantir a sustentabilidade e a longevidade de uma empresa.

Mas, você sabe o que é o planejamento estratégico e sua relevância para um negócio? Este é um documento que norteará a empresa no dia a dia corporativo. É uma espécie de diagnóstico que ajuda a ter uma visão clara do objetivo do negócio e possíveis caminhos.

É interessante realizar anualmente um planejamento e rever a missão, visão e valores da empresa, bem como a cultura e a identidade organizacional, metas, objetivos e analisar a concorrência.

Além disso, o planejamento deve ser flexível e ter a possibilidade de mudanças, de acordo com as necessidades, alterações de cenários e metas da empresa. Pois, ele auxilia nas tomadas de decisões mais assertivas, direcionamento das atividades dos colaboradores, execução de ações e antecipação dos riscos.

O planejamento também é importante para definir metas, revisar indicadores, programar novas ações de melhoria, analisar dados contábeis e tributários e projetar cenários e passos estratégicos para conduzir uma boa gestão. Este processo serve não penas para corrigir erros, mas também para otimizar a gestão da empresa e permitir o crescimento do negócio.

Outro aspecto do planejamento de extrema importância, é manter os objetivos do plano em execução. Pois, diariamente aparecem atividades que não estavam programadas. Mas, o planejamento deve continuar a ser seguido para garantir que haja sucesso no seu negócio.

Após a elaboração do processo, é hora de colocar o planejamento em prática. No entanto, executar um planejamento estratégico exige disciplina e dedicação. Mas, não é uma missão impossível. Mas, para isso, uma série de itens serão necessários, como envolver os representantes de todos os setores da empresa e manter uma comunicação transparente para uma execução eficaz e alinhada.

Precisa de ajuda para realizar o seu planejamento? Entre em contato com a Contabilidade Em Dia. Nossa equipe está preparada para trabalhar com micro, pequena, média e grande empresas, em diferentes segmentos.

Estamos disponíveis pelos telefones (17) 3524-4941 e 99606-0313.

Como mudar de MEI para ME?

Normalmente a grande maioria dos empresários Brasileiros começam pela modalidade MEI (Microempreendedor Individual). No entanto, a partir do momento que a sua empresa passa a faturar mais, será preciso mudar de MEI para ME (Microempresa).

A mudança é necessária a partir da necessidade de ter sócios, filiais, um número maior de empregados ou faturamento maior que R$ 81 mil por ano. Existem duas maneiras que realizam a alteração do regime tributário, que são: automática e espontânea.

Em casos obrigatórios, a alteração ocorre de forma automática quando o faturamento anual exceda em até 20% do limite máximo. Neste caso, o pagamento da diferença dos impostos será feito no primeiro DAS do ano seguinte, incluindo valores retroativos, e mudança passa a valer a partir do primeiro dia do ano seguinte.

Entretanto, caso o empresário deseje alterar o regime tributário, mesmo não se enquadrando dentro das modalidades citadas, é preciso procurar a Receita Federal para realizar a solicitação de forma espontânea. No entanto, as regras do Simples Nacional passam a valer somente a partir de primeiro de janeiro do ano seguinte.

A mudança deve ser feita através do site do Simples Nacional. Porém, é importante contar com a ajuda profissional para uma análise, para que sua empresa seja enquadrada no regime correto.

Após realizar as alterações, é necessário comunicar a SEFAZ e a prefeitura do seu município, para que você tenha a autorização para emitir novas notas fiscais sob o novo regime tributário.

Mas, fique atento. Pois, caso haja a necessidade de realizar a troca do regime tributário, faça a solicitação com antecedência. Porque o processo leva alguns dias para ser completado.

A vantagem de passar de MEI para ME é que, de acordo com a Lei Complementar de nº 139/2011, o microempresário poderá ter faturamento anual de até R$ 360 mil. Porém, ao passar de MEI para ME, você começará a pagar uma taxa fixa, de aproximadamente R$ 50,00.

Além disso, é necessário ter atenção redobada com essa alteação de MEI para ME, pois os patrimônios pessoal e empresarial são unificados neste módulo. Por isso, é preciso cuidado com a declaração do valor total anual, para não exceder o limite máximo deste regime.

Portanto, está pensando em fazer a solicitação de alteração do regime tributário atual da sua empresa? Conte com nossa equipe especializada. Será um prazer te ajudar!! Estamos disponíveis pelos telefones (17) 3524-4940 e 99606-0313.

Saiba a importância de uma boa Precificação

Manter uma empresa saudável depende de uma série de coisas. Não é tarefa fácil conseguir precificar o produto ou serviço. E, uma das coisas mais importantes para manter a saúde financeira de um negócio, é manter uma boa lucratividade e também ter adesão do mercado.

Mas, para isso, é preciso ter uma estratégia e visão de como precificar seus produtos. É extremamente importante que o preço do seu produto ou serviço seja compatível com a estrutura operacional da sua empresa, além de gerar lucro, pagar as despesas, impostos e custos. Por isso, não adianta ter o preço muito baixo ou abaixo do valor praticado pelos concorrentes e não sustentar as despesas.

Também é necessário conhecer e entender como seu cliente vê e percebe seu produto ou serviço. Pois, o preço real do seu produto é o quanto o seu cliente paga por ele. E, normalmente produtos que têm uma percepção maior pelo consumidor, têm um valor mais elevado, já que a empresa entrega mais que um simples produto.

Portanto, para precificar de forma correta seu produto ou serviço, de maneira que haja lucro e as despesas sejam pagas, é necessário estar atento a três fatores, que são: Preço de Mercado, Percepção de valor / valor agregado e Preço sustentável.

Preço de Mercado
Este é o momento de estudar seu cliente e concorrentes. Pois, o preço está diretamente ligado a percepção de valor que o cliente tem do seu produto ou serviço. É preciso saber quanto o cliente está disposto a pagar e qual o preço médio dos concorrentes.

Percepção de valor / valor agregado
Nesta etapa, você precisa ter ciência de quanto seu produto ou serviço melhora a vida do seu cliente e entender como maximizar essa percepção do cliente para o valor do seu produto ou serviço. Quanto melhor for a experiência do cliente, mais ele estará disposto a pagar por isso.

Portanto, ao oferecer um produto/serviço de excelente qualidade, com atendimento diferenciado e promover a melhor experiência ao cliente, você terá um motivo para cobrar um preço maior. Por isso, existe a diferença de valor de um café de uma padaria para o café do Starbucks, por exemplo.

Preço Sustentável
Este é um processo muito importante, pois não adianta estudar o cliente e saber como ele percebe seu produto ou serviço e não ter um preço que se sustente. É preciso que o valor mantenha a operação lucrativa.

Portanto, é necessário antes de colocar o valor de um produto ou serviço, que você realize cautelosamente um estudo dos três fatores determinantes, para depois calcular exatamente o quanto cada produto ou serviço precisará custar para pagar os impostos, custos, comissões, despesas e render lucro. Desta forma, você trabalhará de uma maneira assertiva no valor do seu produto e na relação do cliente com ele e sua marca.

Precisa de ajuda com a contabilidade? Podemos te ajudar!! Entre em contato pelos telefones (17) 3524-4941 e 99606-0313.

Simples Nacional: fique atento com PIS e Cofins para economizar dinheiro

Ter uma empresa não é nada fácil. É preciso um planejamento adequado e uma série de cuidados. E, se seu negócio está no Simples Nacional, saiba que é possível perder dinheiro se não administrar o PIS e Cofins corretamente.

O que ocorre é que empresas optantes pelo Simples Nacional e que atuam como revendedoras, atacadistas ou varejistas podem se beneficiar da redução do valor do PIS e Cofins monofásico das vendas no cálculo do imposto.

Por isso, é preciso atenção, pois muitas empresas desconhecem ou ignoram este fato e acabam pagando imposto em duplicidade, tendo seus custos elevados e se tornando menos competitivas.

Com o devido cuidado no cálculo do PIS e Cofins, a empresa poderá ter uma economia, que somando o montante das mercadorias monofásicas, dará uma boa diferença no orçamento. Mas, isso dependerá da faixa de faturamento em que a empresa encontra-se enquadrada na tabela do Simples Nacional.

PIS e Cofins
PIS é o Programa de Integração Social, um tributo federal, com o objetivo de financiar o pagamento do seguro-desemprego, entre outros direitos dos trabalhadores de empresas públicas e privadas. Já Cofins, é a Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social, para financiar áreas como Previdência Social, Assistência Social e Saúde Pública.

Regime monofásico
No regime monofásico de PIS e Cofins, a indústria é responsável por recolher o tributo da cadeia produtiva ou distribuição. Isentando revendedores, atacadistas ou varejistas da obrigatoriedade de recolher o pagamento destes tributos.

Recolhimento do imposto
Embora nos dias atuais a prestação de contas ocorra por meio de plataformas eletrônicas, ainda é preciso atenção redobrada para não efetuar pagamentos desnecessários. Pois, o preenchimento indevido pode resultar em valores maiores, além de sua empresa correr o risco de ter que tirar dinheiro do caixa para pagar o recolhimento, sem que houvesse essa necessidade.

Um alerta para as empresas que trabalham com produtos que se enquadram no regime monofásico de PIS e Cofins, é ter um controle melhor e mais eficiente sobre a comercialização destes itens, visando concentrar e apurar corretamente, para saber o que realmente deve ser declarado e pago.

As empresas que mais são atingidas por este problema, normalmente são as que comercializam uma grande variedade de produtos que se enquadram no regime de PIS e Cofins, como farmácias e postos de combustíveis.

Por isso, é de extrema importância contar com a ajuda de um profissional especializado em contabilidade para discriminar as receitas que se enquadram na tributação concentrada e realizar o recolhimento da forma correta, de modo que sua empresa não pague mais que deveria, visando gerar economia para o seu negócio.

Precisa de ajuda com a contabilidade da sua empresa? Estamos prontos para lhe ajudar. Entre em contato com a Contabilidade em Dia pelos telefones (17) 3524-4941 e 99606-0313.

5 motivos que excluem empresas do Simples Nacional

Um dos primeiros passos para se abrir uma empresa, é escolher em qual regime tributário ela se enquadra e qual é o mais vantajoso para o seu empreendimento. Mas, você sabia que existem alguns motivos em que a Receita Federal pode excluir o seu negócio do regime atual, caso sejam detectadas algumas divergências?

Em casos que a Receita Federal detecta divergências de fatores, ela emite uma notificação, que é enviada para o empresário verificar e regularizar a situação do negócio. Na ocasião, os comunicados enviados pela Receita informam quais divergências a empresa possui que a impedem de permanecer no regime.

Portanto, se você optou pelo Simples Nacional, separamos os cinco principais motivos que levam a empresa a exclusão desta tributação. Confira:

Exceder o limite de faturamento
Se sua empresa começa exceder o limite de faturamento previsto pelo Simples Nacional, de até R$ 4,8 milhões por ano ou R$ 400 mil por mês, isso significa que os negócios estão indo bem. Mas, é necessário rever o planejamento tributário e talvez mudar o tipo do regime em que sua empresa se enquadra.

Atividades não permitidas
É preciso estar sempre atento quanto a classificação das atividades permitidas e que se enquadram no Simples Nacional, pois podem ocorrer alterações, inclusões e exclusões. Por isso, mantenha-se sempre atualizado quanto as mudanças que ocorrem.

Sociedades formadas por pessoas jurídicas
Atente-se ao quadro de sócios da empresa. Se seu negócio estiver no Simples Nacional, a empresa não poderá ter pessoa jurídica na sociedade. Além disso, se o quadro societário do negócio mudar enquanto optante pelo Simples Nacional, ocorrerá a exclusão do negócio no regime tributário.

Dívidas com órgãos governamentais
É preciso muita atenção para que sua empresa não entre na lista de devedores da Receita Federal. Pois, nestes casos, o Governo emite um Ato Declaratório de Exclusão, em que a empresa tem até 30 dias corridos para procurar a Receita Federal e comprovar que houve o pagamento da dívida. Caso contrário, seu negócio será excluído do Simples Nacional e não terá como retornar a este regime.

Casos de fraude ou descumprimento de leis
A quinta causa, que é um pouco mais séria e que também exclui a empresa do Simples Nacional, ocorre se seu negócio descumprir a legislação ou ocorrer condenação por algum tipo de fraude. Nestes casos, o CNPJ do empreendimento também é excluído.

Planejamento tributário sem complicações
Faça um planejamento tributário e acompanhe mensalmente a movimentação da sua empresa, para estar ciente de que seu negócio está dentro do tributo correto e de que seu empreendimento não sofrerá nenhuma penalidade.

Está com problemas para fazer o planejamento ou precisa de ajuda para elaborá-lo? Nós podemos te ajudar. Temos uma equipe especializada e preparada para fornecer as ferramentas ideais que seu negócio precisa.

Entre em contato com a Contabilidade em Dia pelos telefones (17) 3524-4941 / 99606-0313. Atuamos com empresas de diversos portes, como micro, pequena, média e grande, em diferentes setores!

Melhore a experiência do seu cliente!

Constantemente o mercado muda e a forma como ele se relaciona com as pessoas também. Para isso, é importante estar sempre atento em como sua marca ou empresa se relaciona com o consumidor atualmente e vice-versa. Mas, você já parou para pensar como seu consumidor tem se relacionado com sua marca?

Cada vez mais as pessoas se relacionam com produtos ou serviços que geram valor para elas. As pessoas nascidas entre os anos 80 a 2000, conhecidas como Millennials, revolucionaram o mercado de compra e venda, uma vez que as propagandas não são fatores de motivação de compra para esta geração que nasceu e cresceu com a internet.

Portanto, ver um cartaz, receber um panfleto, assistir um comercial na televisão, não são motivadores de compra para a geração atual. O que faz com que as empresas impessoais não sejam a preferência desses consumidores. Daí a importância da marca estar preocupada com a satisfação do cliente com a compra e o produto.

Essa é uma geração de clientes leais, desde que percebam o diferencial da sua marca. Eles precisam se conectar de alguma forma e é importante que sintam essa experiência com o seu produto desde o primeiro contato. É preciso que sintam o diferencial da sua empresa e passem a amá-la.

Para esta geração, a opinião de outros consumidores é algo muito buscado antes de consumirem. É algo até mais importante que o preço. Os Millennials buscam informações sobre o produto, a marca, utilização, confiança e autenticidade. Por isso, é extremamente importante se diferenciar dos modelos tradicionais.

E, com essa autonomia de compra e poder do cliente, a empresa não é mais quem comanda as vendas com propagandas. Para vender, é importante conquistar o cliente com o relacionamento. Por exemplo, o serviço Uber é semelhante ao dos táxis. Porém, a diferença está na personalização da experiência. Eles cuidam do relacionamento com o cliente, visando criar uma conexão com o consumidor.

Para te ajudar a se relacionar com o seu cliente de uma maneira mais próxima, separamos algumas dicas para serem implementadas de forma imediata:

Conheça seus clientes
Saber as preferências dos seus clientes e os seus gostos ajudam a criar um bom relacionamento. Trate-os sempre pelo nome e garanta promoções especiais para os consumidores assíduos do seu negócio.

Alinhe-se com sua equipe
É importante que toda sua equipe esteja alinhada e trabalhe para o mesmo objetivo, o de proporcionar a melhor experiência para o seu cliente. Por isso, lembre-se: todos devem oferecer o melhor atendimento.

Compartilhe as experiências
Estimule trocas de experiências entre sua equipe e o produto da sua empresa. É importante que todos conhecem a qualidade do que estão vendendo. Desta forma, haverá maior precisam quando houver contato com o cliente.

Realize pesquisas de satisfação com os clientes
Ter o feedback do cliente é uma das melhores maneiras para entender o que precisa e pode ser melhorado. Por isso, é importante que esta atitude seja implementada. Insira na sua empresa questionários online ou físicos para ouvir o que o consumidor tem a dizer.

Treine sua equipe
Ter uma equipe qualificada e treinada para atender o cliente da melhor forma é fundamental. Proporcione um bom alinhamento e ajude sua equipe a expandir habilidades importantes para o dia a dia.

Em suma, é importante realizar mudanças de acordo com a necessidade que os seus clientes apontarem. Por isso, estude seus clientes. Escute seus consumidores e os entenda. Saiba o que eles apreciam e como eles compram. Tente propor uma experiência positiva, demonstrando que a opinião deles é importante para sua empresa e coloque as informações adquiridas em prática.

Esperamos ter ajudado. Caso precise de uma consultoria contábil ou reestruturação contábil, será um prazer te ajudar. Entre em contato com a Contabilidade em Dia pelos telefones (17) 3524-4941 / 99606-0313.